Política

Câmara de Vereadores de Mafra entrega última moção do ano

 

A última sessão ordinária do ano que aconteceu no dia 12, foi marcada pela entrega da moção de aplausos para o juiz da Comarca de Mafra, dr. André Luiz Lopes de Souza, e para o promotor da 2ª Promotoria de Justiça, dr. Rodrigo Cesar Barbosa. Os vereadores homenagearam as autoridades pela entrega de um fuzil Imbel calibre 556, três submetralhadoras calibre 40 à Divisão de Investigação Criminal da Polícia Civil e um drone e aparelho de GPS para a Guarnição Especial de Mafra.

 

O vereador Vanderlei Peters (PDT) foi o autor da homenagem com apoio dos demais vereadores da 18ª Legislatura. Segundo os vereadores, a segurança pública de Mafra é tratada como prioridade pelo juiz dr. André e pelo promotor dr. Rodrigo, assim auxiliando na prevenção e na redução de crimes no município.

 

Os equipamentos foram adquiridos com os recursos do Fundo de Penas Alternativas do Poder Judiciário. Estes estão sendo utilizados em diversas operações policiais com o objetivo de aumentar a capacidade de resposta ao combate à criminalidade e melhorar a segurança pública da população local.

 

O promotor da 2ª Promotoria de Justiça, dr. Rodrigo Cesar Barbosa, agradeceu a homenagem, mas, principalmente, aproveitou a oportunidade para compartilhar as ações do Poder Judiciário e Ministério Público em conjunto com a Polícia Militar e Polícia Civil.  Segundo o promotor, a intenção é buscar formas de ajudar na segurança pública e auxiliar o Estado de Santa Catarina que não consegue atender de forma eficaz todos os municípios.

 

Desde 2015, o Poder Judiciário e o Ministério Público promovem reuniões com a Prefeitura, Câmara de Vereadores, Câmara de Dirigentes Lojistas, Polícia Militar e Polícia Civil em busca de soluções para a segurança pública municipal.

 

Nesta corrente do bem, 30 câmeras de segurança foram instaladas em pontos estratégicos de Mafra. Além dessas, o Estado doou 10 câmeras pelo programa Bem-te-vi. O objetivo é prevenção de delitos, ampliação de segurança nos bairros, monitoramento em tempo real, obtenção de provas, integração com o Sistema Bem-te-vi, segurança para o comerciante e controle e fiscalização de trânsito.

 

Para 2018, o objetivo é que 110 câmeras sejam instaladas. Assim, Mafra terá uma câmera para cada 1000 habitantes, uma proporção que coloca o município como pioneira na segurança por videomonitoramento. Outro ponto de destaque é a Polícia Militar poder operar utilizando um drone, o que coloca novamente Mafra em destaque.

 

O juiz da Comarca, André Luiz Lopes de Souza, acrescentou que a verba do Fundo de Penas Alternativas do Poder Judiciário deve ser empregada da melhor forma possível, dando um retorno a sociedade e proporcionando um local ainda mais seguro para se viver.

 

Publicidade

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.