Adair Tourinho

Com 36 anos de trajetória missionária, o pastor traz semanalmente uma mensagem de fé, amor e reflexão.

Quebre as cadeias da escravidão e vença o passado, viva o hoje focalizando o futuro

O passado tem, sim, o seu valor, mas nem por isso devemos nos prender às lembranças, especialmente às ruins, dolorosas, traumáticas.

Foto: Robson Komochena

 

 

Quando olhamos pelo retrovisor do automóvel em movimento na rodovia, sabemos onde passamos e onde estamos, mas rapidamente tem que tirar os olhos do retrovisor e fixar para a frente, para que não aconteça um grande desastre, e para que permaneçamos seguindo na estrada.

 

O passado tem, sim, o seu valor, mas nem por isso devemos nos prender às lembranças, especialmente às ruins, dolorosas, traumáticas. O caminho é aprender com elas e seguir adiante. Em Eclesiastes 7.10 está escrito: “Nunca digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Porque nunca com sabedoria isso perguntarias”.

 

Na carta de Paulo para a igreja em Filípos, ele usa o seu próprio testemunho de vida para aconselhar os irmãos, quando diz: “Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo …”. Neste texto, aprendemos as lições para olharmos para a frente com visão de águia:

 

Primeira grande lição que o apostolo nos ensina, é com o seu exemplo: não era acomodado: No verso 13, o apóstolo diz: “Não julgo que o haja alcançado”. O que aprendo também aqui é que temos todo o direito de querer mais, de aprimorar e melhorar o que você já conseguiu.

 

Segunda grande lição que o apostolo nos ensina é devemos nos libertar do passado: “Esquecendo-me das coisas que para trás ficam”.  Paulo declara que mesmo que não tenha alcançado seu alvo, ele deveria tentar novamente, mas para isso, algo era necessário ser feito: “Esquecer do que ficou para trás”.

 

Terceira grande lição que aprendemos com o apostolo é que precisamos andar para frente: “Avançando para as que estão diante de mim”.

 

Depois de esquecer o passado, Paulo diz que avança para as coisas que estão diante dele. Deus coloca “coisas” diante de você. Coloca tudo para que você possa se erguer, mas, você precisa avançar.

 

Vamos! Reverta os processos de fraqueza. Reverta os fracassos em sucessos.

Quanto aos pecados, Deus também executa o mesmo processo. Leia o livro do profeta Isaias 43.25: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro. Leia também Hebreus 8.12: “Porque serei misericordioso para com as suas iniquidades e de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais. Uma promessa e tanto.

 

Deus não apenas perdoa, mas esquece todas as nossas transgressões. Ele apaga o quadro negro, a lousa, risca a cédula que era contra nós, destrói as provas, queima o arquivo, o microfilme, formata o computador. Ele não se lembra mais dos nossos erros. Ele se recusa a manter uma lista dos nossos erros. Quando pedimos perdão, ele não puxa uma caderneta e nos diz: “Mas eu já vos perdoei”. Ele nem se lembra mais.

 

Viva uma vida nova. Viva uma página nova e viva feliz.

 

Que Deus te abençoe!