Dicas e alternativas para a gestão de resíduos orgânicos

A separação correta e a compostagem podem ser aliadas na gestão dos resíduos orgânicos, contribuindo com o meio ambiente.

Foto; Seluma/Divulgação

 

 

Produzidos em casa, nos restaurantes ou escolas, em escritórios ou hotéis, resíduos orgânicos são todos aqueles não utilizados pela atividade humana como: cascas de frutas e legumes, folhas secas, resto de alimentos, entre outros. Segundo o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, o Brasil produz cerca de 800 milhões de toneladas de resíduos orgânicos por ano e esse grande volume gerado, somado ao descarte incorreto, pode ser um sério problema, tanto na questão ambiental, quanto para a saúde. Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), menos de 2% desse volume é destinado corretamente.

 

O descarte inadequado de resíduos orgânicos gera chorume, emissão de gás metano na atmosfera e favorece a proliferação de algumas doenças. Ou seja, a adoção de métodos adequados de gestão e tratamento dos resíduos é necessária para garantir que ele não cause prejuízos ao meio ambiente, e para que ele cumpra o papel natural de fertilização dos solos.

 

O que fazer com os resíduos orgânicos?

Há várias opções para lidar com resíduos orgânicos de forma sustentável. A Seluma orienta que, primeiro, seja realizada a separação correta ainda dentro de casa. Não misture os resíduos, separe eles em dois recipientes, assim evita-se que eles se misturem aos que podem ser reciclados, por exemplo. Outra maneira de cuidar dos resíduos orgânicos é fazendo a compostagem. Ela é uma ótima maneira de reduzir o desperdício de alimentos e produzir fertilizante natural para as plantas e jardins.

 

Como fazer a compostagem

Existem muitas formas de compostar resíduos orgânicos de forma segura, inclusive em casas e apartamentos.

 

– Escolha o recipiente: Você pode usar um recipiente específico para isso, como uma caixa de compostagem, ou improvisar com um recipiente grande, como um balde;

 

– Escolha a localização: Coloque o recipiente em um ao ar livre, de preferência, ou em uma área bem ventilada;

 

– Adicione material orgânico: Comece adicionando o material orgânico: restos de frutas, legumes, cascas de ovos, borras de café, folhas secas, entre outros. Evite adicionar carne, laticínios, óleos ou alimentos processados, pois podem atrair animais como ratos e moscas;

 

– Mantenha a umidade: Mas não deixe o composto encharcado. Misture os materiais regularmente para acelerar o processo de decomposição. Se necessário, adicione um ativador de compostagem, como esterco ou composto pronto.

 

– Mantenha a proporção certa: equilibre os materiais verdes (como restos de alimentos frescos) e materiais marrons (como folhas secas). Geralmente a proporção é de cerca de 3 partes de material marrom para 1 parte de material verde.

 

Quando o composto estiver pronto, ele terá uma aparência escura e terrosa, semelhante ao solo. Você pode usar esse composto para enriquecer o solo do seu jardim, vasos de plantas ou canteiros de vegetais.

 

Dia Mundial do Meio Ambiente e a boa gestão dos resíduos orgânicos

A gestão adequada dos resíduos orgânicos está intimamente relacionada ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, fortalecendo algumas práticas sustentáveis, como: a redução da poluição por meio da compostagem, ajudando a reduzir a quantidade de resíduos que vão para os aterros sanitários.Além disso, contribui com a conservação dos recursos naturais porque, ao compostar, você está reciclando nutrientes de volta para o solo, reduzindo o uso de fertilizantes químicos.

 

Outra ligação com o Dia Mundial do Meio Ambiente está na educação ambiental, promovendo a gestão adequada e a conscientização das pessoas sobre a importância da reciclagem e da separação do lixo, ajudando na proteção do meio ambiente.

 

Portanto, a boa gestão de resíduos orgânicos desempenha um papel crucial na proteção do meio ambiente e na promoção de práticas sustentáveis, tornando-a uma parte significativa das celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

“Seluma trabalhando por uma Mafra mais sustentável.”