Sem conseguir andar, mulheres buscam ajuda para pagar tratamentos

Famílias da mafrense Suélen Tainara Carvalho e da itaiopolense Laurita dos Santos criaram vaquinhas para ajudar as pacientes.

Foto: Divulgação

 

Continua após a Publicidade

 

Impedidas de andar e com a qualidade de vida afetadas, duas mulheres precisam da solidariedade da população para melhorar suas vidas. Com o apoio de amigos e familiares, Suélen Tainara Carvalho e Laurita dos Santos Cardoso da Luz iniciaram campanhas para arrecadar recursos para seus tratamentos.

 

Prótese mecânica

Suélen Tainara Carvalho tem 32 anos, é funcionária do Hospital São Vicente de Paulo e mora no Centro de Mafra. Em fevereiro deste ano, ela sofreu um grave acidente de moto, ficando quase 50 dias internada. A moradora do Centro de Mafra teve fraturas no lado esquerdo do corpo: no ombro, braço, pelve e perna; e durante uma cirurgia de risco, precisou ter o pé amputado.

 

Suelen teve o pé amputado após acidente de moto. Foto: Divulgação

 

Desde então, a paciente está em recuperação e utiliza uma cadeira de rodas para se locomover. Ao lado de amigos e familiares, ela criou uma vaquinha online para tentar adquirir uma prótese mecânica e voltar a andar. A meta é arrecadar R$ 30 mil.

 

Atualmente, Suélen mora com o marido e três filhos e está afastada do trabalho desde o acidente.

 

Para ajudar Suélen, clique no link da vaquinha ou envie qualquer valor por transferência bancária ou chave Pix. Seguem os dados:

 

Agência: 0001

Conta: 40521144-1

Nubank – 260

Chave Pix: 07026513974.

 

Para mais informações, entre em contato com a família pelo Whatsapp em (47) 9902-7966.

 

Cirurgia de urgência

O segundo caso é da itaiopolense Laurita dos Santos Cardoso da Luz de 42 anos. A moradora do bairro Poço Claro precisa realizar uma cirurgia de urgência para colocar uma prótese no quadril. Afastada do trabalho há quase 4 anos e sem mobilidade, Laurita nasceu com uma perna maior que a outra e com o tempo, começou a sentir fortes dores no corpo. Foi quando, durante uma consulta, recebeu a informação de que os ossos das pernas estavam seriamente comprometidos.

 

Laurita precisa de R$ 50 mil para pagar cirurgia. Foto: Divulgação

 

“Estou com muita dificuldade para andar e também não estou mais suportando as fortes dores. Já tentamos ajuda pelo SUS, mas a prótese fornecida não resolveria meu caso. Em conversa com outro especialista, nos foi apresentada uma outra opção de prótese que solucionaria minha situação e que teria custo de R$ 150 mil”, disse.

 

A família já conseguiu parte do dinheiro, mas precisa ainda de R$ 50 mil para arrecadar dentro de 30 dias. Após esse tempo, o valor da cirurgia pode sofrer alterações e o quadro da paciente piorar.

 

Pensando em formas de melhorar sua qualidade de vida, Laurita conta com o apoio da população através de doações por transferência bancária ou Pix. Seguem os dados:

 

Agência: 6964

Conta: 2977-7

Bradesco – 237

Chave Pix: 47996423620

 

Para mais informações, entre em contato com a família pelo Whatsapp (47) 99642-3620.