Prazo para saque do Pis/Pasep vai até 30 de junho

Quem não sacar o benefício só poderá receber a quantia no calendário de 2022.

Foto: Divulgação

 

Continua após a Publicidade

Continua após a Publicidade

 

O prazo para resgatar o abono PIS/Pasep ano-base 2019 terminou em fevereiro. No entanto, o dinheiro ainda está disponível para saque até 30 de junho. Após esta data, os trabalhadores só terão acesso ao benefício novamente em 2022.

 

O valor disponibilizado varia conforme o tempo de trabalho do cidadão. Dessa forma, é feito um cálculo proporcional ao período de exercício baseado no piso nacional em vigência (R$ 1,1 mil atualmente).

 

Nessa proporção, o trabalhador pode receber um valor entre R$ 92 a R$ 1,1 mil, piso e teto, respectivamente.

 

Quem tem direito?

O direito ao PIS/Pasep está disponível para os trabalhadores com carteira assinada que exercem suas atividades laborais em instituição privada ou pública. Esses, precisão ter:

– Inscrição no PIS ou Pasep há pelo menos cinco anos;

– Trabalhado ao menos 30 dias em 2019, podendo ser consecutivos ou não;

– Remuneração de, no máximo, dois salários mínimos em 2019;

– As informações passadas corretamente pela empresa para o RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

 

Para os trabalhadores que estão cadastrados no PIS, o saldo pode ser verificado nos canais digitais da Caixa Econômica Federal ou em uma agência.

 

O saque do abono salarial pode ser feito nos caixas eletrônicos da instituição, nas casas lotéricas ou nos correspondentes bancários da Caixa com o Cartão Cidadão, ou ainda, em uma agência apresentando um documento oficial com foto e CPF.