Quarteto é indiciado pela morte de homem na avenida Nereu Ramos

Caso aconteceu na madrugada de 24 de maio, após uma briga em um bar.

Imagem: Reprodução/Redes sociais

 

 

Quatro homens foram indiciados pela morte de Jean Tiago Elias de Souza, ocorrida na madrugada de 24 de maio, após ser agredido na avenida Nereu Ramos, em Mafra.

 

De acordo com o delegado Eduardo Borges, responsável pelas investigações, o quarteto vai responder por lesão corporal seguida de morte.

 

“Um dos envolvidos foi apontado como autor, e outros três, como participantes das agressões, ou seja, que não agrediram diretamente, mas auxiliaram”, explicou.

 

Jean estava em um bar, na mesma avenida, onde se envolveu em uma briga, motivada por um litro de bebida. Ele saiu do local conduzindo uma Mercedes-Benz/C e no caminho bateu em um caminhão estacionado. Durante a batida, o passageiro, Jefferson Dittrich, foi à óbito na hora.

 

 

O carro parou no pátio de um posto de combustíveis, onde Jean chegou a sair andando. Conforme vídeos publicados nas redes sociais, ele foi cercado e agredido. Instantes depois, o rapaz caiu na avenida, cerca de 100 metros do carro, já sem vida.

 

“O motorista, apesar de ter resistido ao acidente, foi agredido por um dos indivíduos, o qual causou seu óbito”, destacou o delegado.

 

Ainda, durante as investigações, a Polícia Civil concluiu que o indiciado também atropelou uma mulher com seu carro e fugiu sem prestar socorro. “No momento da fuga, uma mulher foi atropelada pelo veículo conduzido pelo indiciado”, comentou Borges.

 

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, o atropelamento aconteceu na rua José Cassias Pereira, onde a vítima, de 20 anos, foi atendida com suspeita de fratura na região lombar.

 

O delegado também informou que o crime de lesão corporal seguida de morte pode resultar em pena que varia de 4 a 12 anos de prisão.