Depois do RS, cidades catarinenses entram em situação de emergência; entenda

No Sul do Estado, mais de 400 pessoas estão desalojados.

Foto: Defesa Civil SC/Divulgação

 

 

Parece que o Sul de Santa Catarina, região mais próxima ao Rio Grande do Sul, está pegando o rescaldo da calamidade que assola os gaúchos. Isto porque, apesar de não ser na mesma proporção, alguns municípios catarinenses também estão em situação de emergência. Ao todo, 415 pessoas encontram-se desalojadas, sendo 205 em São João do Sul, 200 em Araranguá, seis em Passo de Torres e quatro em Jacinto Machado. Além disso, 111 estão desabrigados, sendo 84 em Araranguá, sete no município de Forquilhinha, uma em Jacinto Machado e 19 em Sombrio, segundo o relatório divulgado pela Defesa Civil do Estado.

 

Ainda na segunda-feira (13), o governador Jorginho Mello (PL) e o secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil, Fabiano de Souza, acompanharam os estragos causados pela chuva dos últimos dias e garantiu o apoio do Estado aos municípios atingidos.
Enquanto o governo catarinense garante o apoio à população atingida, o Rio Grande do Sul se prepara para uma piora na sua atual situação, que já é lamentável por si só. O Guaíba continua subindo, já está em 5,22 metros, e as projeções indicam que a água pode bater novo recorde. Há, ainda, previsão de geada e frio extremo no estado, chegando a 0 graus.

 

O número de pessoas fora de suas casas é maior que a população de Florianópolis, para se ter uma ideia do tamanho do estrago. Os números são assustadoramente alarmantes: 163 pontos bloqueados em rodovias, 281 mil pontos sem energia elétrica e mais de 1 mil escolas afetadas pelas cheias. Mais de 140 mortes, 127 desaparecidos e 806 feridos.

 

A sensação é que o sofrimento daquela população não tem fim, e eles estão sendo testados até o limite. É inexplicável a razão de tamanho sofrimento.

 

Eles e o restante do país, que está buscando equilibrar os próprios problemas com a vontade e necessidade de ajudar a reerguer o RS.

 

Procon na Alesc

Foto: Procon SC/Divulgação

 

A Comissão dos Direitos do Consumidor e do Contribuinte e de Legislação Participativa, recebe nesta quarta-feira (15), a diretora de Relações e Defesa do Consumidor de Santa Catarina (Procon), delegada Michele Alves Correa Rebelo. Na pauta do encontro, os desafios e os avanços do órgão em Santa Catarina. Além disso, ainda por iniciativa do presidente da Comissão, deputado Mário Motta (PSD), foi definido que o Parlamento será sede da 1ª edição do Encontro dos Procons de Santa Catarina de 2024. O evento ainda não tem data definida. Nesta terça-feira (14), o Procon Sc emitiu uma notificação aos Procons municipais para que orientem os estabelecimentos comerciais a evitar abuso de preços de produtos oriundos do RS em razão da calamidade.

 

Auditores fiscais

Os Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs) aprovaram um indicativo de greve nas atividades. Devido à alta demanda de fiscalização e inspeção, de acordo com o sindicato, muitos destes profissionais precisam fazer horas extras e trabalhar aos finais de semana e feriados. A iminência de uma possível piora da já complexa situação das importações e importações do agronegócio preocupa a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). Um levantamento do Centro de Inteligência e Estratégia (CIE) da entidade aponta que Santa Catarina possui a maior quantidade de exportações de origem animal inspecionada por auditor agropecuário do país. No primeiro quadrimestre do ano, cada auditor catarinense (são 15 no total em SC) inspecionou 241,9 mil toneladas de produtos de origem animal destinados à exportação. O Governo Federal precisa entrar em negociação com a classe para ontem.

 

Empresária e empresário do ano

Um dos eventos mais consagrados na comunidade econômica catarinense é a eleição do Empresário do Ano, organizada desde 1993 pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC). este ano, a ACIC decidiu fazer uma importante mudança, serão eleitos simultaneamente a EMPRESÁRIA e o EMPRESÁRIO DO ANO. Os eleitores que poderão votar em dois nomes: uma mulher e um homem.

 

A mudança foi anunciada pelo presidente da ACIC, Helon Rebelatto, durante o Almoço Empresarial realizado na última semana, alusivo aos 77 anos de fundação da Associação. A eleição, como de praxe, continuará a ocorrer em duas etapas. Uma votação on-line, que está programada para o período de 15 de setembro a 31 de outubro deste ano. E o evento propriamente dito, no dia 7 de novembro.

 

Registre-se

Está sendo realizada esta semana a 2ª Semana Nacional do Registro Civil, o “Registre-se!”.

 

A iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que irá oportunizar diversos serviços necessários à promoção da cidadania para as populações vulneráveis, erradicar o sub-registro civil de nascimento no país, além de ampliar o acesso à documentação civil básica a todos os brasileiros e brasileiras. Entre as ações estão a regularização de documentos, assistência jurídica para benefícios, consulta processual, orientações da Justiça Eleitoral, regularização do Cadúnico, direitos e serviços para migrantes, orientações sobre assistência social e Centro Pop e atendimento de equipes de saúde.