Senadores de SC avaliam manifestações nos atos de 7 de Setembro

Jorginho Mello e Dário Berger se pronunciaram sobre as manifestações.

Presidente Jair Bolsonaro fez um discurso duro para milhares de apoiadores em Brasília. Foto Divulgação/PR

 

Continua após a Publicidade

Continua após a Publicidade

 

A pedido da coluna, os senadores catarinenses fizeram uma avaliação sobre os atos cívicos realizados em todo o país, que levaram milhares de pessoas às ruas no feriado desta terça-feira, 7 de setembro. Dos três representantes de SC, apenas Esperidião Amin (PP), através de sua assessoria, informou que preferia não se pronunciar sobre o tema. Confira os demais.

 

O que disse Jorginho Mello (PL): “A sociedade civil fez a parte que lhe cabia, posicionando-se de maneira firme, mas ordeira e pacífica nas manifestações pelo Dia da Independência. Quem produz e quem trabalha neste país está farto de testemunhar desmandos de alguns ministros do STF. O 7 de setembro deste ano foi marcado pela insatisfação popular em relação ao ativismo judicial do Supremo. Mas, analisando além da multidão e dos cartazes, com olho clínico de quem vive no meio político há 30 anos, fica claro que Bolsonaro é o maior líder político da atualidade no país. Eu nunca vi ninguém ir às ruas espontaneamente manifestar-se em apoio a um governante, que está quase no fim do primeiro mandato; que não conta com apoio da grande mídia; que não possui centrais sindicais mobilizadas a seu favor e que muito menos, tem um partido político. Quem participou das manifestações de 7 de setembro o fez porque queria, ninguém recebeu um centavo sequer. A pergunta de ouro é se as mudanças no STF irão acontecer. Mas o detalhe importante é que a população está atenta e mais participativa. Todos os atos estão sendo acompanhados de perto e as decisões tomadas em Brasília terão reflexos nas ruas mais do que nunca. As falas do presidente Bolsonaro, alvo de muitas críticas da oposição, são de quem está lutando contra um sistema feroz, que estava acostumado com picaretagem e vive dias de abstinência. É preciso muita força e de aliados políticos leais para resistir. E isso o Presidente tem”.

 

O que disse Dário Berger (MDB): “É legítima toda e qualquer manifestação que respeite o Estado Democrático de Direito. O povo nas ruas é a mais pura representação da democracia. Porém, democracia convida ao diálogo, ao respeito às opiniões divergentes e à liberdade”.

 

Dose 2, o alerta

O  governador Carlos Moisés (sem partido), postou nas redes sociais uma foto onde aparece recebendo a segunda dose da vacina contra a covid-19, em Laguna, no Sul do Estado. Nas redes sociais, ele alertou: “Quero lembrar que você não tomou a segunda dose, e que o seu esquema de vacinação tem duas doses, que é fundamental (se vacinar). Há quase 200 mil que não tomaram a segunda dose. É preciso que você venha. Preciso contar com a sua ajuda”, escreveu  o governador.

 

Sala de Situação

 O governo do estado inaugurou nesta quarta-feira (8) a “Sala Conecta”, Sala de Situação da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que propõe uma integração de dados, possibilitando uma gestão em tempo real das informações e o controle sobre os movimentos da saúde pública, reforçada pela pandemia da covid-19. Desenvolvida através da Ditig, que faz parte da Superintendência de Gestão Administrativa da SES, a sala era uma demanda percebida desde 2019. O projeto inicial previa um investimento de mais de R$ 5 milhões, mas, por meio de uma reestruturação e visão de oportunidade, o valor foi reduzido para R$ 60 mil, gerando economia aos cofres públicos e oferecendo a mesma qualidade de monitoramento. Para acessar, clique aqui.

 

Planetário

A Bancada do Oeste, coordenada pelo deputado Fabiano da Luz (PT), anunciou, nesta quarta-feira (8), a conquista de mais de R$ 800 mil para a implantação de um planetário em Pinhalzinho, no campus da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina). “Esse planetário em Pinhalzinho vai permitir que estudantes de todo Oeste, de parte do Rio Grande do Sul e do Paraná possam estar em Pinhalzinho conhecendo e aprendendo mais sobre as constelações, as estrelas, os planetas, a formação do nosso planeta Terra”.

 

Rodovias

Durante a entrega do PL 328 e do PL 329, que autorizam o repasse de mais R$ 115 milhões dos cofres do Estado para obras nas rodovias federais BR-470 e BR-285, à Assembleia, na quarta-feira da semana passada, o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, afirmou que a expectativa é que os sejam aplicados nas obras federais a partir desta semana. Segundo ele, o termo de cooperação que viabiliza a transferência do dinheiro já foi aprovado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).