Polícia Civil conclui inquérito sobre homem morto com oito tiros pelo cunhado

O crime foi motivado por uma antiga discussão sobre a linha demarcatória de um terreno rural em Campo do Tenente.

Foto: Polícia Civil

 

Continua após a Publicidade

Continua após a Publicidade

 

Um homem de 31 anos foi preso pela Polícia Civil de Rio Negro, durante cumprimento de ordem judicial em Campo do Tenente.

 

A prisão aconteceu na manhã desta quinta-feira (19), na residência do denunciado.

 

Segundo a investigação da Polícia Civil, o denunciado matou o próprio cunhado com oito disparos de arma de fogo, sendo quatro deles na cabeça da vítima. O crime aconteceu no dia 26 de abril, na localidade de Buriti.

 

Ainda, de acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu na presença do filho adolescente da vítima, e teve como motivação uma discussão antiga sobre a linha demarcatória de um terreno rural, onde a vítima trabalhava no dia em que foi morta.

 

Para elucidar o crime, os policiais contaram com exames periciais e depoimentos de testemunhas, chegando a homicídio qualificado.

 

Embora o homem tenha fugido para não ser preso em flagrante, com a conclusão do inquérito, foi representado pela decretação da sua prisão preventiva, já denunciado no processo penal por homicídio triplamente qualificado e porte irregular de arma de fogo, onde as penas podem chegar a 34 anos de reclusão.

 

O denunciado encontra-se preso à disposição da Justiça e será levado a julgamento perante o Tribunal do Júri.

 

Com informações da Polícia Civil de Rio Negro.